Agricultores de Ibititá aderem ao Bahia Mais Forte, Terra Legal

Administração Municipal demonstra compromisso com o homem e a mulher do campo.

Data:

Convocados pela Prefeitura de Ibititá, dezenas de agricultores de todo o município participaram, nesta quinta-feira (22), de audiência pública para tratar de regularização fundiária e outros assuntos ligados à posse de terras rurais. Demonstrando grande integração entre poder público e sociedade civil organizada, participaram associações comunitárias do Distrito de Canoão e dos povoados de Pedra, Marciano, Lagoa do Leite e Ouricuri, além de produtores e produtoras de outras localidades da zona rural.

Antes do início efetivo dos trabalhos, houve uma apresentação cultural realizada pelo Grupo Raízes de um Quilombo, oriundo do Povoado de Batatas, performance que foi muito elogiada por todos os presentes. A secretária municipal de Agricultura, Meio Ambiente e Recursos Hídricos, Mônica Matos, deu boas vindas e disse que a Prefeitura está totalmente envolvida no processo de regularização e que a gestão Cafu Barreto tem compromisso com o "homem e mulher do campo".

A audiência pública, realizada na quadra poliesportiva Eliaquim Melo, foi organizada em parceria com a Coordenação do Desenvolvimento Agrário (CDA) e o Conselho Municipal de Desenvolvimento Sustentável (CMDS). A explanação sobre o Programa BAHIA MAIS FORTE, TERRA LEGAL foi ministrada pelo coordenador de projetos Sócrates Azevedo Cardoso, que detalhou a parte técnica e mostrou o passo a passo para que o agricultor "esteja em dia com a lei". Cientes da importância da causa, fizeram questão de participar do evento os vereadores Iraneto Quirino, Mainá Matos, Domingos Pacheco, Léo do Sindicato e Celson Marques, presidente da Casa Legislativa. Além deles, também marcaram presença secretários municipais, colaboradores da gestão, dentre outras pessoas interessadas no tema.

Prefeitura de Ibititá - Cidade em Desenvolvimento